Orelha de abano? Conheça a Otoplastia

Resultado de imagem para otoplastia

Se orelhas salientes ou desfiguradas incomodam você ou seu filho, pode-se considerar a cirurgia plástica. Cirurgia da orelha – também conhecida como otoplastia – pode melhorar a forma, a posição ou as proporções das orelhas. A cirurgia corrige um defeito na estrutura das orelhas presente desde o nascimento, que se torna aparente com o desenvolvimento, ou trata orelhas deformadas causadas por lesão. A otoplastia cria uma forma natural, dando equilíbrio e proporção às orelhas e à face.

 

Do que trata a cirurgia?

 

A Otoplastia é recomendada para pacientes que possuam orelhas muito grandes (uma condição rara chamada macrotia) e orelhas salientes que ocorrem em um ou ambos os lados em diferentes graus (não associados à perda auditiva). Como o problema se desenvolve desde o nascimento, os principais afetados são as crianças. É possível identificar os pequenos candidatos à intervenção cirúrgica:

– Crianças saudáveis, sem doença com risco de vida ou com infecções crônicas não tratadas de ouvido.

– Geralmente, crianças com cinco anos de idade, ou quando a cartilagem da orelha já é estável o suficiente para a correção.

– Crianças cooperativas e que sigam as recomendações médicas.

– Crianças capazes de expressar o que sentem e não manifestam objeções durante a discussão da cirurgia.

 

Não há o risco de “voltar o problema do abano” após a cirurgia?

 

Raramente há recidiva, e já se observa desde o início grande parte do resultado que é definitivo após 3 meses, porém os cuidados pós-operatórios são de extrema importância. É sempre bom lembrar que uma leve assimetria pode ficar, pois, mesmo as pessoas não operadas e que tenham orelhas normais, não apresentam simetria absoluta.

logomarca

Copyright - claudiosantos.com.br | todos os direitos reservados

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica